Frases de Mario Quintana


Pesquisando Mario Quintana

Encontradas 22 ocorrências do total de 5,807 frases.
Mostrando de 1 até 22. (Página 1)

 001  O tempo é um ponto de vista. Velho é quem é um dia mais velho que a gente.

 002  Para sempre é muito tempo. O tempo não para! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.

 003  Com o tempo, não vamos ficando sozinhos apenas pelos que se foram: vamos ficando sozinhos uns dos outros.

 004  Os verdadeiros analfabetos são aqueles que aprenderam a ler e não lêem.

 005  Nunca desprezes os teus amigos, porque se um dia eles te esquecerem, só teus inimigos se lembrarão de ti.

 006  O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores.

 007  O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

 008  Tudo o que acontece é natural - inclusive o sobrenatural.

 009  O grande consolo das velhas anedotas são os recém-nascidos.

 010  A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.

 011  A mentira é uma verdade que esqueceu de acontecer.
Enviado por Luciana F. Moraes- Belém - PA


 012  Não gosto da arquitetura nova, porque a arquitetura nova não faz casas velhas.

 013  Vale a pena estar vivo - nem que seja para dizer que não vale a pena.

 014  Antes, todos os caminhos iam. Agora todos os caminhos vêm. A casa é acolhedora, os livros poucos. E eu mesmo preparo o chá para os fantasmas.

 015  Amar é mudar a alma da casa.

 016  É graças a Deus que o Brasil tem saído de situações difíceis. Mas, graças ao diabo, é que se mete em outras.

 017  Livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas. Livros só mudam as pessoas.

 018  As pessoas não se precisam, elas se completam. Não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

 019  Meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse confissão.

 020  Abraçar é dizer com as mãos o que a boca não consegue, porque nem sempre existe palavra para dizer tudo.

 021  Um erro em bronze é um erro eterno.

 022  Os poetas são os visitantes do futuro, agindo em nosso presente.

1999-2019 Ponteiro® - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta e de outras páginas deste portal.     Os dados contidos nesta página são meramente informativos, podendo, os mesmos, sofrerem alterações sem qualquer aviso prévio.   Apesar de nosso zelo na coleta e manuseio dos textos, imagens e eventos, o Ponteiro não se responsabiliza por eventuais imprecisões ou publicação acidental de dados incorretos.
Nossa política de privacidade: não coletamos, rastreamos ou compartilhamos qualquer informação pessoal sua. Conteúdo isento de pornografia e outras bobagens, navegue sossegado e sem sustos :)
Hospedagem by Multihost Made in Brazil Seu IP : 18.212.92.235